#BADMusicFestival - Resenha 17/05

#BADMusicFestival

O segundo dia do #BADMUSICFESTIVAL foi, da mesma forma, um grande sucesso. Carne de Segunda, Fusile e Cachorro Grande fizeram grandes shows numa noite que contou com o maior público entre os três dias de festival. O BetimRock estava na área e, claro, registrou esse marcante dia.

| Carne de Segunda (MG) |

O Carne de Segunda, ao contrário de muitos outros grupos, é uma banda muito querida em Betim. E essa consideração do público para com a banda encontra explicação em vários fatores. Algo que gostaria de destacar: o frontman ostenta um carisma absurdo; sim, estamos falando do Naldinho, um cara muito boa praça que desde sempre fomentou o rock n´ roll na cidade, e isso com aquele ímpeto adolescente de dar inveja a qualquer guri que descobriu o estilo ontem.

Em destaque: Naldinho, vocalista do Carne de Segunda

Não que os outros membros da banda não sejam gente fina - muito pelo contrário, mas acredito que a personalidade do Naldinho é algo que acrescenta e muito valor ao Carne de Segunda. No show, a banda executou quase todas as músicas de seu álbum de estreia homônimo, bem como sucessos internacionais de bandas como Pearl Jam e Ramones, tudo isso com muita propriedade e com a imponência de quem já está mais que preparado para sair de nossa cidade e alçar voos maiores.

 Na foto, banda Carne de Segunda e o presidente da Funarbe, Dannier Copertine

Outro lance interessante que merece destaque são as seções de "drum cam" focadas no Chico Cardoso que, diga-se, é um ótimo músico, extremamente profissional e possui um set de pratos e acessórios de dar inveja a qualquer um!

Chico Cardoso comandando as baquetas do Carne de Segunda

| Fusile (MG) |

Uma mistura exótica de Rock, Ska e ritmos latinos marcou a grande apresentação da Fusile no #BADMUSIFESTIVAL. Considerado por alguns críticos musicais a versão punk do movimento tropicália, a banda contagiou todo o público com letras irônicas e canções dançantes, tudo isso envolto numa postura bastante rock n´roll que toma conta dos músicos do início ao fim da apresentação.

Fusile do palco do #BADMUSIFESTIVAL

A grande sacada no som da banda, além da mistura de idiomas presente nas letras, é a presença empolgante dos metais que se encarregam de dar um toque latino nesse excelente trabalho.

 O competente duo de metais em ação!

Se você não conhece o Fusile, ou conheceu no festival e quer saber mais sobre os caras, sugiro de pronto assistir o fodástico clipe de Blue Blood, lançado à época na MTV e também muito elogiado tanto pela cena mainstream como pela independente. Segue abaixo:



| Cachorro Grande (RS) |

O show mais aguardado da noite certamente era o da banda gaúcha Cachorro Grande. O grupo, com uma carreira estabelecida e uma agenda cheia, transita em um espaço alheio ao pop rock nacional que, diga-se, encontra-se em decadência.

 Cachorro Grande agitando o público de Betim

Vocalista de uma das principais bandas underground da atualidade, Beto Bruno foi um show a parte: dançou, pulou, gritou e se envolveu de cabeça com o caloroso público betinense a cada canção que a banda executava.

 O vocalista louco: Beto Bruno

Um show que agradou e muito e certamente será lembrado na posteridade, coroando um grande momento de reestruturação da FUNARBE; a fundação atualmente tem realizado um trabalho de ponta, oportunizando ao betinenses shows e atrações culturais de primeira linha, inserindo nossa cidade num patamar de destaque como sempre deveria ser. Alô Brasil, estamos na rota dos GRANDES FESTIVAIS!

Geral curtindo o show do Cachorro!

E para finalizar esse post, o vídeo realizado pela turma da comunicação da FUNARBE sobre o segundo dia do #BADMUSIFESTIVAL! Até a próxima!

2 comentários:

  1. O melhor dia do festival.

    ResponderExcluir
  2. Legal o texto hein! Parabéns betim rock

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger | Personalização por Betim Rock